quinta-feira, 6 de agosto de 2009

O poder da e na igreja

Martin Luther King Jr
"Houve um tempo em que a igreja era bastante poderosa – no tempo em que os primeiros cristãos regozijavam-se por ser considerados dignos de ter sofrido por aquilo em que acreditavam. Naqueles dias, a igreja não era apenas um termômetro que registrava as idéias e princípios da opinião pública; era um termostato que transformava os costumes da sociedade. Quando os primeiros cristãos entravam em uma cidade, as pessoas no poder ficavam transtornadas e imediatamente buscavam condenar os cristãos por serem “perturbadores da paz” e “forasteiros agitadores”. Mas os cristãos prosseguiam, com a convicção de que eram “uma colônia do céu”, que devia obediência a Deus e não ao homem. Pequenos em número, eram grandes em compromisso. Eles eram intoxicados demais por Deus para serem “astronomicamente intimidados”. Com seu esforço e exemplo, puseram um fim em maldades antigas como o infanticídio e duelos de gladiadores. As coisas são diferentes agora. Com tanta frequência a igreja contemporânea é uma voz fraca, ineficaz com um som incerto. Com tanta frequência é uma arquidefensora do status quo. Longe de se sentir transtornada pela presença da igreja, a estrutura do poder da comunidade normal é confortada pela sanção silenciosa – e com frequência sonora – da igreja das coisas tais como são.Mas o julgamento de Deus pesa sobre a igreja como nunca pesou. Se a igreja atual não recuperar o espírito de sacrifício da igreja primitiva, perderá sua autenticidade, será privada da lealdade de milhões e será descartada como um clube social irrelevante com nenhum significado..."

7 comentários:

Danilo Sergio Pallar Lemos disse...

A Igreja esta sendo envolvida pelo movimento pós-moderno, se tornando um padrão de relacionalismo social e abstração da defesa da verdade.
www.vivendoteologia.blogspot.com

Claiton Pommerening disse...

É, quem sabe estamos perdendo o foco.
Que Deus te abençoe meu amigo.
Claiton

alan douglas disse...

O culpado disso tudo somos nós mesmos,porque não se prega mais sobre morte morrer pra si mesmo e viver para Cristo.Na realidade estamos perdendo nossa identidade e cristãos.Tem uma mensagem no youtube que fala muito comigo e creio que vai falar com vocês.assistam vale a pena
http://www.youtube.com/watch?v=rZYUqcPEf94.Deus abençoe vocês.

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

1. Uma alegria conhecer seu blog. Que o Eterno resplandeça o rosto Dele sobre ti!

Deixo Sl 119.32

abraços, Pr Marcello

Visite: http://davarelohim.blogspot.com/

e veja o texto:

As duas águias e os três ramos

Margareth Selner disse...

...creio que o mundo precisa acordar pois estamos vivendo um falso cristianismo. E nós somos responsaveis pelas heresias que permitimos serem ditas nas igrejas. Hoje SE VIVE um oba, oba,e tudo é normal. Se prega sobre tudo menos a Cruz e Salvação, pois não está na moda, não traz membros e nem dizimos. Quando vamos acordar?

Claiton Pommerening disse...

Margareth,
quem sabe cabe a nós inciarmos esta conscientização e buscar mudanças profundas. Bom comentário.
Claiton

Alexandre Pitante disse...

Paz, Claiton

Parabéns, pelo seu trabalho neste blog. Que Deus em Cristo Jesus lhe continue abençoando poderosamente.

Estou seguindo o vosso blog.

Aproveito pra lhe convidar a visitar meu blog também. Avivamento pela Palavra é um blog voltado aos amantes da Bíblia sagrada como Verdade Absoluta e que só através Dela seremos mais crentes e mais cheios do Espirito Santo. Comente, pois seus comentários são muito importante para mim poder estar sempre em melhorias no meu blog.

http://www.alexandrepitante.blogspot.com/

Siga-nos também.

Fica com Deus.
Um abraço, Alexandre Pitante.