terça-feira, 22 de abril de 2008

A graça na família

A mídia não se ocupa mais de outra coisa a não ser do caso Izabella. Quase perdeu o foco da corrupção, violência, justiça e, as vezes, bem informar. Este caso dantesco ocupa mentes e corações de todas as famílias no Brasil, quem é pai não acredita que outro pai poderia fazer isto, quem é filho/a deve desconfiar agora de seu pai. Estas são algumas das mensagens ocultas.
Está evidente que há uma clara armação satânica contra a instituição casamento/família. A mídia está servindo a este propósito para divulgar o que há de mais macabro na alma humana: matar o próprio sangue e assim ir morrendo junto e fazer morrer também a solidez (já pouca) da família brasileira.
Afinal, onde estamos nós (sal da terra, luz do mundo, voz profética) para denunciar e ajuntar as Izabella's que são constantemente jogadas pelas janelas da paternidade para o chão duro da frieza e indiferença familiar e afetiva?
Será que elas sobreviverão? Somente na UTI da graça!

8 comentários:

Rodrigo de Aquino disse...

Realmente, onde estamos? onde estão os aprox. 26 milhões de evangélicos? uma possível resposta seria nossos cultos lotados, abarrotados de "adoradores estravagantes". E na verdade, me dói saber que sou um desses cristãos com "c" minúsculo, que olha para o caos e se esconde atrás de alguma teoria ou atividade eclesiástica. Espero um dia conseguir me levantar...

Mario disse...

Li em algum lugar, não lembro onde, de que o caso Isabella estaria sendo útil para desviar a atenção da população com relação à dengue, no Rio.

O que não é de duvidar!

Bom, onde estamos? Com muita vergonha, concordo com o Rodrigo. Outra possível atividade da "geração dançante" seria um culto televisivo, abençoando os lares, com a oração ungida do missionário. E para fechar a proteção espiritual, é só adquirir os livros ungidos "Determinando o fechamento das janelas" (para que nenhuma criança caia da mesma) e "Sete passos para se ter uma família com nenhuma tendência suicida".

Vitor Hugo da Silva disse...

Clayton!

É uma alegria conhecê-lo, agora, como blogueiro. Tanto você como o Rodrigo podem nos passar inúmeras contribuições para o nosso crescimento teológico.

Realmente é uma satisfação poder trocar opiniões com vocês. Certa feita o pastor Altair Germano expressou: "O BLOG é por muitas vezes, o púlpito de quem não tem púlpito". Uma frase pequena e simples, porém, retrata a verdadeira função de um BLOG cristão.

Deus o abençoe!
Vitor Hugo

Nino disse...

Olá Clayton...

Bom encontrar este espaço. Com certeza organizado por vc, é cercado de qualidade. Quanto ao caso Isabela, Boudieu diz que a mídia, especificamente a televisão é um instrumento de criação da realidade. Ou seja, só é verdade e passa a ser verdade o que passa na TV. Assim discutimos o "caso Isabela", mas esquecemos das crianças que são entregues a prostituição, a violência e a toda sorte de violência todo o dia. É bom lembrar que de ser uma menina, branca, bonita e de classe média, ou seja as características da chamada "família feliz", aquela do comercial de margarina. O que transforma o caso em um roteiro de novela.

Um abraço

Claiton Ivan Pommerening disse...

Rodrigo,

nossa capacidade de sermos o sacerdote e o levita que passa de lado é grande. Sejamos mais samaritanos.

Claiton

Claiton Ivan Pommerening disse...

Mario,

o profeta Malaquias já dizia: "Tomara houvesse entre vós quem feche as portas." (1.10)
É lamentável os rumos que algumas coisas tomam, mas quem sabe esta geração de estudantes da Bíblia e apaixonados por Deus, dê um jeito nisto.

Claiton

Claiton Ivan Pommerening disse...

Victor Hugo,

fiquei contente com sua forma de entender a função do blog, sendo que pode ser usado para tantas "outras" coias. Achei seu blog muito criativo para este fim.
Claiton

Claiton Ivan Pommerening disse...

Olá Nino,

bom ouvi-lo (lêlo) inteiro.
Muito interessante o viés de leitura que você faz. Sob esta ótica o caso fica ainda mais triste.

Claiton